Aside 2 May

Enquanto desenhas constelações no meu corpo e os teus lábios estalam de adoração, pergunto, amor, que crostas são essas e o que sairá delas. Não é o tempo que me assusta, ainda não, já não; É a nuvem narcótica que me tolda os pensamentos. Não é a pele, mas também a pele, dir-me-ias se te perguntasse.

Mas será que eu quero que me amem a pele?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: